Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Janeiro > 9ª Região Fiscal > Receita Federal em Cascavel divulga balanço das apreensões e das destinações de mercadorias
conteúdo

Notícias

Receita Federal em Cascavel divulga balanço das apreensões e das destinações de mercadorias

Paraná

Foram apreendidos R$ 140 milhões e destinados quase R$ 130 milhões em mercadorias e veículos.
publicado: 10/01/2020 10h33, última modificação: 10/01/2020 10h33

As apreensões de mercadorias realizadas pela Delegacia da Receita Federal em Cascavel/PR, no ano de 2019, somaram o valor de R$ 140 milhões. Tal valor a coloca como a 3ª unidade em volume de apreensões na 9ª Região Fiscal e 6ª unidade em relação a todas as unidades da Receita Federal no Brasil. Em comparação ao ano de 2018, houve um aumento nas apreensões da ordem de 41%.

Entre os produtos apreendidos, destacam-se cigarros, bebidas e alimentos, com o valor de R$ 95,8 milhões, representando 68% das apreensões. Em seguida, aparelhos eletrônicos com o valor de R$ 20,4 milhões, representando 14% das apreensões, e por fim, veículos no valor de R$ 15,3 milhões, representando 11% das apreensões, com 577 unidades apreendidas.

O gráfico abaixo mostra as apreensões (em milhões de reais), nos últimos cinco anos, realizadas pelas equipes da DRF/Cascavel.

Apreensões de mercadorias realizadas pela Delegacia da Receita Federal em Cascavel

foto2

 

As destinações de mercadorias apreendidas, nas modalidades previstas pela legislação, alcançaram o montante de R$ 129, 67 milhões, conforme mostra a tabela abaixo.

foto3

 

Foram efetuadas 28 doações a entidade assistenciais, no valor de R$ 7,16 milhões. Cabe destacar que não houve doação de mercadorias para entidades beneficentes em 2018 por ter se tratado de ano eleitoral, quando há vedação dessa modalidade de destinação pela lei eleitoral. Em 2020 novamente haverá vedações, previstas em lei, por ocasião das eleições municipais.

Também foram efetuadas incorporações a 70 órgãos públicos, das esferas federal, estadual e municipal, no valor de R$ 8,16 milhões. Além disso, 258 veículos foram alienados em leilões públicos realizados no decorrer do ano de 2019, onde foram arrecadados R$ 21,53 milhões aos cofres públicos. O montante arrecadado foi destinado conforme determina a lei, sendo 60% para o Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf) e 40% para a Seguridade Social.