Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Janeiro > 9ª Região Fiscal > Receita Federal coordena Operação Integrada em Foz do Iguaçu

Notícias

Receita Federal coordena Operação Integrada em Foz do Iguaçu

Paraná

Operação contou com a participação de vários órgãos de segurança pública que atuam na região.
por publicado: 29/01/2020 15h18 última modificação: 29/01/2020 15h18

Na manhã de sexta-feira (24), foi realizada a primeira Operação Integrada de Segurança Pública e Defesa Social, nas imediações dos bairros Vila Portes e Vila Jupira, em Foz do Iguaçu/PR. Operação essa organizada pela Câmara Técnica de Prevenção à Violência e Criminalidade e Fiscalização Urbana e coordenada pelo auditor-fiscal Cezar Augusto Falcão, chefe da equipe de vigilância e repressão da Divisão de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) da Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

Durante a operação, a equipe da Receita Federal realizou a retenção de 26 volumes de mercadorias estrangeiras (eletrônicos, cobertores, brinquedos e outros), cinco pneus (automóvel e caminhão), três rodas de caminhão, todos de origem estrangeira sem documentação de regular importação. Foram fiscalizados no total 19 estabelecimentos, nove veículos e 50 pessoas.

Segundo o auditor-fiscal Cezar Falcão, "a operação teve o objetivo de atuar de forma intensiva em locais preestabelecidos que apresentam reflexos diretos e indiretos na área de segurança pública do município, bem como assegurar a ordem pública contra violações de todas as espécies, atuando de maneira preventiva e repressiva em locais específicos e pontos considerados de risco que exigem atenção das forças policiais e de equipes de fiscalização de outros órgãos que compõem o poder público”.

Além da Receita Federal, participaram da operação Polícia Federal, Policia Militar do Paraná, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Fazenda de Foz do Iguaçu e Vara da Infância e Juventude, com um total de 39  agentes públicos. A operação contou com o emprego de drones da Receita Federal, K9 da Polícia Federal e embarcações do Nepom da Polícia Federal, além das viaturas e dos servidores.