Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Agosto > 8ª Região Fiscal > Receita Federal apreende carros, caminhão e 680 mil maços de cigarros na Rodovia Castelo Branco
conteúdo

Notícias

Receita Federal apreende carros, caminhão e 680 mil maços de cigarros na Rodovia Castelo Branco

São Paulo

Operações foram realizadas na última semana de julho com a Polícia Rodoviária Estadual.

Nos dias 29 e 30 de julho, o Grupo de Repressão (Grep) da Alfândega da Receita Federal no Aeroporto de Viracopos e a Polícia Rodoviária Estadual de São Paulo realizaram operações conjuntas para repressão ao contrabando e descaminho na Rodovia Castelo Branco (SP280). As duas operações realizadas resultaram na retenção de dois veículos de passeio, um caminhão e mercadorias avaliadas em aproximadamente R$ 1,5 milhão. No dia 27 de julho, já havia sido realizada a primeira operação conjunta da semana.

No dia 29, a Polícia Rodoviária Estadual abordou um veículo GM/Vectra com placas de São Paulo e identificou mercadorias sendo transportadas em seu interior. O Grep da Alfândega de Viracopos foi acionado e identificou uma grande quantidade de baterias e acessórios para celulares avaliados em cerca de R$ 70 mil. O veículo, as mercadorias e dois ocupantes do veículo foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Sorocaba. O veículo e as mercadorias foram retidos para aplicação da pena de perdimento.

Já no dia 30, operação conjunta do Grep, da Polícia Rodoviária e da Seção de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Sarep) da Delegacia da Receita Federal em Cascavel identificou um veículo de passeio e um caminhão transportando carga volumosa de cigarros contrabandeados, avaliada em aproximadamente R$ 1,4 milhão. No total, foram apreendidos cerca de 680 mil maços de cigarros procedentes do Paraguai. O veículo de passeio, o caminhão e os condutores foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Sorocaba. Os veículos e a carga de cigarros foram retidos para aplicação da pena de perdimento.

A atuação da Receita Federal na repressão ao contrabando e ao descaminho visa primordialmente à proteção da sociedade, tanto no aspecto relacionado à manutenção dos empregos gerados pela indústria nacional quanto à proteção da saúde e da vida das pessoas, além de coibir o enriquecimento pelas organizações criminosas.