Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Abril > 9ª Região Fiscal > Receita Federal doa termômetros e medidores de pressão para Prefeituras e Governo de Santa Catarina

Notícias

Receita Federal doa termômetros e medidores de pressão para Prefeituras e Governo de Santa Catarina

Santa Catarina

Dezessete municípios catarinenses foram contemplados com os materiais, além do Governo do Estado.
por publicado: 08/04/2020 09h02 última modificação: 08/04/2020 09h58

A Alfândega da Receita Federal no Porto de São Francisco do Sul/SC destinou para prefeituras municipais e para o Governo do Estado de Santa Catarina, nos dias 6 e 7 de abril, 990 termômetros a laser, 2.200 aparelhos digitais para medir pressão arterial e um espirômetro.

Os materiais, provenientes da China, haviam sido apreendidos por abandono, outros por utilização de documento falso e outros por ocultação do real adquirente e estavam disponíveis para destinação nos depósitos da Alfândega.

Foi realizada uma força-tarefa, coordenada pela Receita Federal, no sentido de disponibilizar os materiais para as prefeituras de acordo com suas necessidades. Os municípios contemplados foram: Joinville, São Bento do Sul, São Francisco do Sul, Campo Alegre, Rio Negrinho, Araquari, Itapoá, Garuva, Balneário Barra do Sul, Itapoá, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Corupá, Schroeder, São João do Itaperiú, Barra Velha e Massaranduba. No total foram doados para estes municípios 490 termômetros e 400 medidores de pressão. Para Joinville, além destes materiais, foi doado também o espirômetro.

Para o Governo do Estado foram destinados 500 termômetros e 1.800 medidores de pressão. Esse material será distribuído para outras prefeituras, hospitais públicos e postos de atendimento de Santa Catarina.

O delegado da Alfândega da Receita Federal no Porto de São Francisco do Sul, auditor-fiscal Edwilson Mota, ressalta que “a Receita Federal está empenhada para atender o interesse público nas demandas relacionadas ao combate à COVID-19”.