Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2019 > Maio > 9ª Região Fiscal > Receita Federal divulga balanço parcial da Operação Muralha

Notícias

Receita Federal divulga balanço parcial da Operação Muralha

Paraná e Mato Grosso do Sul

Apreensões acontecem nas barreiras fixas montadas em São Miguel do Iguaçu/PR, Guaíra/PR, lago do reservatório de Itaipu, Rio Paraná e na região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai.
por publicado: 29/05/2019 09h20 última modificação: 21/06/2019 11h07

Nos primeiros 15 dias de operação as apreensões ultrapassam R$ 8 milhões no Paraná e em Mato Grosso do Sul. As atividades de fiscalização realizadas no âmbito da Operação Muralha vêm atingindo o objetivo de fortalecer o Estado, por meio da integração entre a Receita Federal e as instituições parceiras, no combate aos crimes de fronteira, elevando a percepção de risco e a presença fiscal em toda região de fronteira do Brasil com o Paraguai.

No período de 13 a 27 de maio, que corresponde aos primeiros 15 dias da Operação Muralha, as atividades na região oeste do Paraná foram realizadas principalmente nas duas barreiras de fiscalização instaladas próximo à praça de pedágio situada no município de São Miguel do Iguaçu/PR e na PR-163 em Guaíra/PR. Além disso, foram fiscalizadas estradas secundárias da região. No Mato Grosso do Sul, o trabalho foi desenvolvido por equipes volantes que fiscalizam a região de fronteira.

O maior destaque fica por conta dos mais de R$ 8 milhões em mercadorias apreendidas, cujo valor se deve à grande quantidade de eletrônicos, principalmente produtos de informática e celulares de alto valor. Foram apreendidos ainda,  mais de 700 mil maços de cigarros; 749 unidades de medicamentos e anabolizantes; 35  kg de maconha e 48 veículos.

A Operação Muralha, desenvolvida na região de fronteira dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul com o Paraguai, iniciou sua primeira fase no ano em 13 de maio. As ações acontecem nas barreiras fixas montadas em São Miguel do Iguaçu/PR, próximo ao pedágio, e na PR-163 em Guaíra/PR com revezamento de equipes nas 24h do dia. Nas estradas vicinais, lago do reservatório de Itaipu, Rio Paraná e em toda a região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai a operação acontece com equipes volantes de prontidão.

É  coordenada pela Receita Federal em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

Essa ação está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF) instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, e tem por finalidade o fortalecimento do controle e da fiscalização, visando prevenir e combater os crimes de contrabando, descaminho, tráfico de drogas, de armas, de munições, de medicamentos, além de outros crimes praticados, com ênfase nos produtos que ingressam no Brasil vindos do Paraguai.