Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2019 > Junho > 9ª Região Fiscal > Veículos com mercadorias são retidos na Operação Muralha no oeste do Paraná

Notícias

Veículos com mercadorias são retidos na Operação Muralha no oeste do Paraná

Paraná

No total seis veículos foram retidos com mercadorias descaminhadas que somam mais de R$ 415 mil.
por publicado: 28/06/2019 12h44 última modificação: 24/07/2019 10h32

Na segunda-feira (24) durante fiscalização no âmbito da Operação Muralha, servidores da Receita Federal realizaram a retenção de três automóveis e uma moto. Estima-se que as mercadorias apreendidas somem aproximadamente R$ 315 mil.

A primeira ação ocorreu por volta de 13h, quando servidores da Receita Federal abordaram uma moto que passava por um desvio da BR-277, conhecido como Estrada do Galo. Foram encontradas 150 memórias SSD no baú da moto. A mercadoria, com evidente indício de destinação comercial, foi retida junto com o veículo e levada para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR.

A segunda abordagem ocorreu na cidade de Medianeira/PR, por volta de 14h. Um veículo Renault/Sandero foi abordado pela equipe de repressão da Receita Federal na BR-277. Ele transportava 40 celulares ocultos dentro do estepe e outros 10 aparelhos escondidos no porta-malas.

A terceira ocorrência se deu por volta das 19h. Servidores abordaram um veículo Fiat/Palio e um VW/Santana na praça do pedágio de São Miguel do Iguaçu/PR. Foram encontrados 40 celulares em um fundo falso no assoalho do porta-malas do Palio. No Santana, 60 aparelhos escondidos no tanque de combustível do veículo.

Os quatro veículos foram lacrados e encaminhados para o pátio da ALF/Foz do Iguaçu. Os motoristas foram liberados, porém, serão enviadas representações fiscais para fins penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos.

E ainda, na manhã de quinta-feira (27), durante fiscalização de rotina em abordagem realizada na barreira de fiscalização na BR – 277 em São Miguel do Iguaçu, equipes da Receita Federal e Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) efetuaram a retenção de dois veículos carregados com grande quantidade de eletrônicos, sua maioria roteadores, com valor estimado em R$ 100 mil.

Os dois veículos eram alugados e estavam apenas com as condutoras. Os veículos foram lacrados e encaminhados à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu para os procedimentos legais cabíveis.

A Operação Muralha, desenvolvida na região de fronteira dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul com o Paraguai, iniciou sua primeira fase no ano em 13 de maio. As ações acontecem nas barreiras fixas montadas em São Miguel do Iguaçu/PR, próximo ao pedágio, e na PR-163 em Guaíra/PR com revezamento de equipes nas 24h do dia. Nas estradas vicinais, lago do reservatório de Itaipu, Rio Paraná e em toda a região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai a operação acontece com equipes volantes de prontidão.

A Operação Muralha é coordenada pela Receita Federal em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

Essa ação está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF) instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, e tem por finalidade o fortalecimento do controle e da fiscalização, visando prevenir e combater os crimes de contrabando, descaminho, tráfico de drogas, de armas, de munições, de medicamentos, além de outros crimes praticados, com ênfase nos produtos que ingressam no Brasil vindos do Paraguai.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.