Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2019 > Dezembro > 9ª Região Fiscal > Óculos de grau são apreendidos na Aduana da Ponte Internacional da Amizade
conteúdo

Notícias

Óculos de grau são apreendidos na Aduana da Ponte Internacional da Amizade

Paraná

No total foram apreendidas 2.300 unidades, avaliadas em R$ 115 mil.
publicado: 11/12/2019 09h13, última modificação: 11/12/2019 09h13

Na segunda-feira (9), por volta das 20h, uma equipe da Receita Federal apreendeu óculos de grau, oriundos do Paraguai, na Aduana da Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu/PR.

As mercadorias foram encontradas no bagageiro de um veículo, com placas do Paraguai, ocupado pelo motorista e uma passageira. Durante a vistoria, os servidores constataram no bagageiro a presença de duas caixas que continham 2.300 unidades de óculos de grau. Ficou caracterizado o indício de destinação comercial, que é proibido pelo regime de bagagem. A passageira assumiu a propriedade das mercadorias que foram apreendidas.

O motorista, a passageira e o veículo foram liberados. Ação aconteceu no âmbito da Operação Muralha.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

A Operação Muralha é coordenada pela Receita Federal, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

A Operação Muralha acontece de forma integrada à Operação Hórus, que já está em andamento, e à Operação Muro Alto, também deflagrada sob coordenação da Receita Federal no Mato Grosso do Sul. A Operação Muralha conta, ainda, com o apoio de escâneres, de equipes com cães farejadores e do helicóptero da Receita Federal.