Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2019 > Dezembro > 9ª Região Fiscal > Meio milhão de reais em celulares apreendidos em fundos falsos em Foz do Iguaçu

Notícias

Meio milhão de reais em celulares apreendidos em fundos falsos em Foz do Iguaçu

Paraná

Os celulares foram encontrados em fundos falsos de dois veículos.
por publicado: 02/12/2019 15h07 última modificação: 06/12/2019 14h02

essa segunda-feira (25), a equipe da Receita Federal apreendeu, no âmbito da Operação Muralha, dois veículos com fundo falso na região da Ponte Internacional da Amizade – Vila Portes, em Foz do Iguaçu/PR.

A ação ocorreu às 12h, quando foram abordados dois veículos, que aparentemente não transportavam mercadorias. Diante do nervosismo dos condutores, os veículos foram encaminhados para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu onde foi possível fazer uma verificação física minuciosa, identificando-se a existência dos fundos falsos. Nos veículos, dois KIA/Sportage, com placas de Foz do Iguaçu, foram encontrados aproximadamente 100 aparelhos celulares com valor estimado de R$ 486 mil.

Os condutores dos veículos foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu para os procedimentos legais. As mercadorias e os veículos ficaram apreendidos na ALF/Foz do Iguaçu.

Mais dois veículos com fundo falso haviam sido apreendidos na última sexta-feira

Na sexta-feira (22), a equipe da Receita Federal já havia apreendido, também no âmbito da Operação Muralha, outros dois veículos com fundo falso: o primeiro na região da Vila Portes, em Foz do Iguaçu, e o segundo nas proximidades de São Miguel do Iguaçu/PR.

A primeira ação ocorreu por volta das 16h, quando foi apreendida uma van, com placas do Paraguai, onde foram encontradas mercadorias, como maquiagem e relógios Apple Watch, escondidas no para-choque com valor estimado de R$ 21 mil.

A segunda ação foi às 18h, tendo sido apreendido um veículo Fiat/Uno, com placas de Foz do Iguaçu, com eletrônicos escondidos em fundo falso com valor estimado de R$ 30 mil.

Os dois veículos e as mercadorias foram encaminhados para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

A Operação Muralha acontece de forma integrada à Operação Hórus, que já está em andamento, e à Operação Muro Alto, também deflagrada sob coordenação da Receita Federal no Mato Grosso do Sul. Estão envolvidos com as atividades 500 servidores, considerando todas as instituições participantes. A Operação Muralha conta, ainda, com o apoio de escâneres, de equipes com cães farejadores e do helicóptero da Receita Federal.

A Operação Hórus

A Operação Hórus faz parte do Programa V.I.G.I.A. do Ministério da Justiça e Segurança Pública, com o objetivo de coibir os crimes transnacionais. Ela é realizada de forma integrada pela Receita Federal, Polícia Federal (PF), Batalhão de Polícia de Fronteira da Polícia Militar do Paraná (BPFRON), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da Polícia Civil do Paraná, Força Nacional de Segurança Pública e Exército Brasileiro, com apoio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Ambas iniciativas, Muralha e Hórus, estão inseridas no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, que tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalização atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.