Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2019 > Dezembro > 9ª Região Fiscal > Drogas, cigarros eletrônicos e perfumes são apreendidos na Operação Muralha
conteúdo

Notícias

Drogas, cigarros eletrônicos e perfumes são apreendidos na Operação Muralha

Paraná

Ações de fiscalização aconteceram na barreira de fiscalização, na praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR.
publicado: 11/12/2019 09h01, última modificação: 11/12/2019 09h01

Na noite de sexta-feira (6), foram apreendidos grande quantidade de cigarros eletrônicos, após abordagem de um automóvel, com placas do Paraguai, ocupado por um casal, dois adultos e uma criança.

A importação de cigarros eletrônicos depende de anuência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ademais, a quantidade importada pelos viajantes ultrapassou a cota estabelecida pela legislação vigente, caracterizando destinação comercial. Estima-se que o total dos cigarros eletrônicos ultrapasse R$ 13 mil.

No sábado, 7 de dezembro, por volta das 11h, as equipes abordaram um veículo ocupado apenas pelo motorista, que alegou ser estudante de medicina no Paraguai. Durante a vistoria, encontraram vários perfumes, avaliados no valor aproximado a R$ 5 mil.

E, ainda no  sábado (7), por volta das 14h, um ciclista foi preso transportando 4 kg de substância análoga à maconha. O ciclista, um homem de 23 anos, é reincidente. Disse aos agentes que levaria a droga até São Miguel do Iguaçu e que receberia R$ 200,00 pelo transporte. Foi preso em flagrante e encaminhado para a Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu.

A Operação Muralha é coordenada pela Receita Federal, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

A Operação Muralha acontece de forma integrada à Operação Hórus, que já está em andamento, e à Operação Muro Alto, também deflagrada sob coordenação da Receita Federal no Mato Grosso do Sul. A Operação Muralha conta, ainda, com o apoio de escâneres, de equipes com cães farejadores e do helicóptero da Receita Federal.