Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2020 > Setembro > Seção de Remessas Expressas de Viracopos apresenta recorde em apreensões
conteúdo

Notícias

Seção de Remessas Expressas de Viracopos apresenta recorde em apreensões

Somente no mês de junho, foram registradas mais ocorrências do que em todo o ano de 2019.
publicado: 22/09/2020 11h52, última modificação: 22/09/2020 11h54

A quantidade de apreensões de produtos ilícitos na Seção de Remessas Postais e Expressas (Sarpe) da Alfândega do Aeroporto Internacional de Viracopos teve aumento expressivo em 2020. Somente no mês de junho, houve mais ocorrências do que em todo o ano de 2019.

O fato está associado ao aumento na quantidade do e-commerce e, em alguns meses, às restrições ao embarque de brasileiros ao exterior, o que resultou em vários ilícitos sendo enviados por meio de exportação de produtos via Remessas Expressas. Dentre as diversas formas de ocultação utilizadas, as que mais surpreendem são: aranhas ocultas em bicho de pelúcia, cocaína escondida em cremes, calçados, vestuários, medicamentos e embalagens.

Com base em informações de inteligência da Sarpe/VCP, identificam-se remessas expressas com maior probabilidade de ilícitos para inspeção. Além disso, na inspeção não invasiva (scanners de raio X) também são identificados objetos estranhos ou divergentes em relação à descrição de conteúdo. Também há o auxílio do Grupo de Repressão (Grep/VCP), que efetua fiscalizações conjuntas com apoio dos cães de faro da Unidade.

A atuação da Alfândega do Aeroporto Internacional de Viracopos em fiscalizações contra ilícitos visa à proteção da saúde e da vida das pessoas, além de combater o enriquecimento ilícito de organizações criminosas.

 

registrado em: ,