Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2017 > Julho > 10 kg de ouro são apreendidos no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu
conteúdo

Notícias

10 kg de ouro são apreendidos no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu

Fiscalização

Foram apreendidos 10 kg de ouro puro, ocultos no interior de canecas de alumínio
publicado: 28/07/2017 08h30, última modificação: 09/04/2019 10h56

Na noite da última quarta-feira (26), durante abordagem de rotina pelos servidores da Receita Federal e policiais federais de plantão no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/PR, foram apreendidos 10 kg de ouro puro, ocultos no interior de canecas de alumínio.

O servidor da Receita Federal, ao inspecionar a mala de uma mulher, de nacionalidade chinesa, através das imagens produzidas pelo escâner da Receita, notou a presença de utensílios similares a canecas de alumínio que apresentavam grande densidade na imagem produzida pelo aparelho, o que veio a ser confirmado na inspeção física feita a seguir. As canecas estavam embaladas para presente e apresentavam peso exagerado; na parte inferior, uma tampa de mesmo material selava o fundo de forma rústica que ao ser retirada, revelou a presença de um bloco de metal semelhante a ouro no interior do utensílio. A confirmação de que se tratava de ouro puro veio com a declaração feita por um homem, também de nacionalidade chinesa, naturalizado brasileiro, que acompanhava a viajante, informando que o metal precioso teria sido trazido do Paraguai.

Pelo tíquete de passagem foi constatado que a senhora partiria de Foz do Iguaçu e faria conexão no Rio de Janeiro com destino a Dubai/Emirados Árabes Unidos, a seguir se dirigiria a Hong Kong/China, retornando de lá para Foz do Iguaçu, no dia 2 de agosto. O curto tempo de permanência fora do país levou a equipe de fiscalização a concluir que o intuito da viagem provavelmente seria somente o de levar o metal precioso clandestinamente para o exterior.

Os blocos de ouro foram avaliados em mais de R$ 1,3 milhão. Diante das constatações feitas, os agentes federais decretaram a prisão em flagrante da viajante por crime de evasão de divisas, a qual foi encaminhada a sede da Polícia Federal em Foz do Iguaçu onde foi estipulada a fiança de R$100 mil para sua liberação.