Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2005 > Novembro > Operação Cataratas chega ao fim com R$ 138 milhões em apreensões

Notícias

Operação Cataratas chega ao fim com R$ 138 milhões em apreensões

Operação de Fiscalização

A operação – a maior já realizada – acabou com os comboios e diminuiu em cerca de 60% o contrabando e descaminho
publicado: 13/11/2005 23h00 última modificação: 06/03/2015 17h21

Termina hoje a Operação Cataratas, iniciada há 12 meses atrás pela Delegacia da Receita Federal do Brasil em Foz em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, ANTT e DER.

A Operação teve como objetivo principal combater a atuação do crime organizado do contrabando e descaminho na fronteira. Anualmente o país perde cerca de US$ 10 Bilhões em arrecadação de tributos com o contrabando e a região de Foz do Iguaçu é uma das principais rotas para a prática desta atividade ilícita.

Durante estes 12 meses as fiscalizações, serviços de busca, perseguições, ações surpresas e serviços de inteligência não tiveram hora para acontecer, nem respeitaram finais de semana e feriados.

Muitos destes trabalhos colocaram em risco até mesmo a vida dos servidores e dos agentes que trabalharam em parceria. As perseguições onde eram realizadas trocas de tiros, a presença de granadas no meio de mercadorias irregulares que estavam sendo fiscalizadas, ameaças de morte, incêndios aos ônibus apreendidos e a grande logística de atuação que o crime organizado do contrabando e descaminho utiliza, foram alguns dos perigos enfrentados.

Como resultado dos intensos trabalhos realizados, a Operação Cataratas chega ao final com um saldo expressivo no que diz respeito às apreensões. De novembro de 2004 a outubro de 2005 foram apreendidos US$ 60,375,652.00 (sessenta milhões, trezentos e setenta e cinco mil, seiscentos e cinqüenta e dois dólares) em mercadorias contrabandeadas e descaminhadas, entre elas produtos de informática, equipamentos eletrônicos, cigarros, CD’s e DVD’s, virgens e gravados, e mercadorias diversas, além de 1.266 (mil duzentos e sessenta e seis) veículos. Porém o resultado mais expressivo foi a redução em mais de 60% no volume de mercadorias ilícitas e na extinção dos comboios.

Este montante corresponde a um crescimento de 121% das apreensões se comparado com o mesmo período do ano anterior, que foi de US$ 27,222,766.00 (vinte e sete milhões, duzentos e vinte e dois mil, setecentos e sessenta e seis dólares e sessenta centavos).

Na Operação Cataratas foram apreendidos ainda, 2.176,87 Kg (dois mil, cento e setenta e seis quilos e oitenta e sete gramas) de Maconha, 13,34 Kg (treze quilos e trinta e quatro gramas) de cocaína e 22,67 Kg (vinte e dois quilos e sessenta e sete gramas) de crack.

Com o final da Operação Cataratas, tem início hoje uma nova operação: A OPERAÇÃO FRONTEIRA BLINDADA, que vai até dia 30 de junho de 2006. O nome da operação muda, mas as estratégias e a logística dos trabalhos continuam as mesmas: Postos fixos 24h, postos não definidos, equipes volantes realizando serviços de busca e fiscalização, entre outras atividades.

A integração das forças na repressão ao contrabando e descaminho também continua. Todos os órgãos continuam trabalhando em parceria para o sucesso de mais uma operação de combate a atuação do crime organizado do contrabando e descaminho na região de Foz do Iguaçu, PR.