Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Fevereiro > 9ª Região Fiscal > Receita Federal apreende veículos carregados com mercadorias estrangeiras no norte paranaense
conteúdo

Notícias

Receita Federal apreende veículos carregados com mercadorias estrangeiras no norte paranaense

Paraná

A operação foi conduzida pela Receita Federal em Maringá, após troca de informações com outras unidades da Receita Federal.
publicado: 10/02/2020 14h31, última modificação: 10/02/2020 14h31

Equipe de servidores da Seção de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Sarep) da Delegacia da Receita Federal em Maringá/PR, com apoio de policiais militares rodoviários do estado do Paraná, efetuaram a apreensão de dois veículos de passeio carregados de mercadorias estrangeiras sem qualquer comprovação de sua regular introdução no país. 

No dia 5 de fevereiro, um veículo Ford/Fiesta, com placas de Medianeira/PR, que era monitorado pela Receita Federal, foi abordado junto ao posto da Polícia Rodoviária Estadual em Floresta/PR, na rodovia PR-317. No porta-malas do veículo havia grande quantidade de baterias para celular. Numa verificação mais minuciosa, foi localizado fundo falso no painel do veículo, onde estavam ocultos equipamentos fotográficos de alto valor agregado, como máquinas, lentes e acessórios. O motorista, que viajava só, foi conduzido à Delegacia de Polícia Federal em Maringá, onde foi preso em flagrante pelo crime de descaminho. O veículo e as mercadorias foram levados para o depósito de mercadorias da Receita Federal, onde, de imediato, foi feita a contagem e valoração das mercadorias que alcançaram o valor de R$ 128 mil. Segundo o motorista, os produtos seriam levadas para São Paulo/SP. 

No dia seguinte, no mesmo local, um veículo Fiat/Palio, com placas de Potirendaba/SP, foi abordado pelos servidores. No porta-malas do veículo havia grande quantidade de produtos importados, como equipamentos eletrônicos, perfumes e artigos de pesca. Como o motorista não apresentou qualquer documento que comprovasse a regularidade das mercadorias, o veículo, juntamente com os produtos, foi encaminhado ao depósito de mercadorias da Receita Federal, onde, na presença do motorista, foi efetuada a lacração do veículo, que ficou retido. O motorista, após identificação e revista pessoal, foi liberado. A estimativa é que o valor das mercadorias alcance R$ 40 mil. Segundo seu condutor, o veículo tinha como destino a cidade de Potirendaba, no interior do estado de São Paulo.