Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2020 > Fevereiro > 9ª Região Fiscal > Estudante é flagrada com quase cinco quilos de cocaína no Aeroporto Afonso Pena em Curitiba
conteúdo

Notícias

Estudante é flagrada com quase cinco quilos de cocaína no Aeroporto Afonso Pena em Curitiba

Paraná

A operação, que ocorreu em 14 de fevereiro, é fruto da ação conjunta entre Receita Federal e Polícia Federal no combate ao tráfico de drogas.
publicado: 18/02/2020 17h33, última modificação: 13/03/2020 15h13

A ação começou quando servidores da Equipe de Vigilância e Repressão (EVR) da Inspetoria da Receita Federal no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, selecionaram uma mala contendo objetos de uso pessoal e grande quantidade de substância orgânica não identificada, durante o escaneamento de bagagens de voo doméstico de Curitiba para Guarulhos/SP.

Com a suspeita de conteúdo ilícito na bagagem, os servidores da Receita Federal trouxeram a cadela de faro Hétina, que participa diariamente nos trabalhos de fiscalização no aeroporto, para uma possível indicação da presença de drogas. A cadela indicou de forma passiva que havia substância entorpecente no interior da bagagem retida.

Na sequência, os servidores da EVR encaminharam a referida bagagem até a sala da Polícia Federal (PF) para fins de identificação da passageira e abertura da mala em sua presença. A passageira foi então conduzida da sala de embarque doméstico até a sala da Polícia Federal. Trata-se de uma estudante de 26 anos que estava indo para Guarulhos para uma conexão internacional com destino a Lisboa, em Portugal.

A passageira confirmou a propriedade da bagagem despachada e acompanhou a abertura da mala para a verificação do seu conteúdo. Na inspeção física logo se percebeu que no forro da mala havia algo oculto, sendo constatada a existência de quatro pacotes embalados em papel e plástico, contendo substância orgânica em pó, na cor branca, pesando pouco mais de um quilo cada um.

Na sequência, a PF realizou um narcoteste preliminar. A amostra da substância reagiu, ficando na cor azul, com o indicativo para cocaína, o que acarretou na prisão em flagrante da passageira e apreensão de 4,7 quilos do entorpecente.

A passageira também confirmou ter recebido proposta para fazer o transporte da droga até a Europa, mediante pagamento. A jovem presa em flagrante foi conduzida para a Superintendência Regional da Polícia Federal em Curitiba.

registrado em: