Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2018 > Maio > 9ª Região Fiscal > Receita Federal apreende 17 ônibus em comboio na Operação Muralha
conteúdo

Notícias

Receita Federal apreende 17 ônibus em comboio na Operação Muralha

Paraná

O valor total estimado das mercadorias é de R$ 1,8 milhão.
publicado: 25/05/2018 10h32, última modificação: 21/06/2018 17h12

No último sábado (19), no âmbito da Operação Muralha, foi realizada uma grande ação coordenada entre os órgãos de segurança e fiscalização de Foz do Iguaçu e outras cidades. Trabalharam em parceria a Receita Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal, Agência Nacional de Transportes Terrestres e Guarda Municipal de Foz do Iguaçu. A ação foi desenvolvida principalmente em Foz do Iguaçu/PR, contando com o apoio local de servidores das cidades paranaenses de Curitiba, Ponta Grossa, Cascavel e Maringá. O resultado foi a apreensão de um comboio de ônibus que tentava sair de Foz de Iguaçu/PR com grande quantidade de mercadorias provenientes do Paraguai.

A ação começou de madrugada, por volta das 3h, na barreira de fiscalização no pedágio de São Miguel do Iguaçu, quando alguns servidores iniciaram uma fiscalização nos ônibus de turismo que seguiam em direção a Foz do Iguaçu. Alguns deles já não puderam continuar sua viagem por possuir irregularidades conforme a legislação da ANTT.

Já por volta da 10h, diversas equipes de prontidão, inclusive com o apoio aéreo dos helicópteros da Receita Federal e da Polícia Civil, iniciaram acompanhamentos a alguns veículos que possivelmente iriam formar comboio para deixar a cidade de Foz do Iguaçu. As abordagens foram realizadas em diversos pontos estratégicos, desde locais próximos à Ponte Internacional da Amizade até a barreira de fiscalização da Operação Muralha, na praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu.

Durante a operação foram selecionados 17 ônibus que, em uma primeira inspeção, estavam carregados com mercadorias originárias do Paraguai. Procedeu-se, então, o encaminhamento destes veículos à sede da Receita Federal para uma fiscalização minuciosa. Chegando lá, os passageiros foram fiscalizados e liberados juntamente com seus pertences pessoais. Já os veículos foram lacrados para posterior verificação e quantificação das mercadorias que havia em seus bagageiros.

Por intermédio de informações colhidas com alguns dos motoristas e passageiros ficou constatado que os ônibus estavam realmente em comboio e que seguiam para diversos destinos no País. A deslacração dos veículos foi agendada para o decorrer deste mês. Estima-se que as mercadorias contidas nos ônibus possam superar o valor de R$ 1,8 milhão ao final da contagem e valoração.

registrado em: