Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Ações da Receita Federal > Notícias > 2018 > Dezembro > 8ª Região Fiscal > Receita Federal localiza 687 kg de cocaína em duas novas apreensões no Porto de Santos

Notícias

Receita Federal localiza 687 kg de cocaína em duas novas apreensões no Porto de Santos

São Paulo

Um dos carregamentos de droga estava no assoalho de contêiner.
por publicado: 04/12/2018 10h26 última modificação: 04/12/2018 10h26

Na segunda-feira, dia 3 de dezembro, equipes da Alfândega da Receita Federal no Porto de Santos, em operação conjunta com a Delegacia de Polícia Federal, localizaram mais 285 kg de cocaína. A droga estava escondida na estrutura de um contêiner que seria embarcado em navio destinado a Rotterdam, na Holanda.

A carga de exportação de limões frescos não despertava suspeitas. Entretanto, aberto o contêiner, as marcas de duas fileiras de solda no assoalho e a diferença de sua altura quando comparada à altura de outros contêineres chamaram a atenção da equipe. Também houve indicação positiva dos cães de faro da Receita Federal, aumentando ainda mais a suspeita.

Aberta uma “janela” no meio do assoalho do cofre metálico, chegou-se à carga oculta: 252 tabletes, pesando 285 kg de cocaína.

Segundo caso

No domingo, dia 2, a Alfândega da Receita Federal no Porto de Santos, também em operação conjunta com a Delegacia de Polícia Federal, já havia localizado 402 kg de cocaína escondidos em um contêiner destinado à Europa.

Graças ao trabalho de análise de risco baseado em critérios específicos, inclusive fazendo uso de imagens não intrusivas (raio-X), equipes da Receita Federal selecionaram um contêiner com carga regular de “tabaco não manufaturado” vinda do Porto de Paranaguá e com destino a Antuérpia, na Bélgica.

Em vistoria, foram localizadas, próximas à porta do contêiner, nove bolsas do tipo esportivas, contendo diversos tabletes de cocaína, totalizando 402 kg.

Suspeita-se da técnica criminosa denominada rip-on/rip-off, em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores.

Balanço

Neste ano, a Receita Federal localizou mais de 22 toneladas de cocaína em cargas de exportação no Porto de Santos.

registrado em: ,