Você está aqui: Página Inicial > Acesso à Informação > Ações e Programas > Combate ao Contrabando e Descaminho > Notícias > 2017 > Outubro > 9ª Região Fiscal > DRF Foz do Iguaçu divulga balanço da Operação Muralha

Notícias

DRF Foz do Iguaçu divulga balanço da Operação Muralha

Paraná

As apreensões de quase um milhão de reais na primeira semana da segunda fase da Operação Muralha 2017 revelam um aumento de 35% em relação primeira semana da fase anterior, iniciada em março.
por publicado: 17/10/2017 13h34 última modificação: 09/01/2018 14h37

No período de 3 a 9 de outubro, que corresponde aos primeiros sete dias da Operação Muralha, as atividades na região oeste do Paraná foram realizadas principalmente na barreira de fiscalização instalada próximo à praça de pedágio situada no município de São Miguel do Iguaçu/PR e em estradas secundárias da região.

Os resultados obtidos nessa primeira semana foram bastante expressivos, tendo sido realizadas até o momento dez prisões em flagrante e apreensões de 23,5 quilos de maconha; 16 armas e 350 munições; 1300 comprimidos de medicamentos e anabolizantes e aproximadamente R$ 973 mil em mercadorias apreendidas. Além disso, foram retidos 20 veículos, sendo 17 veículos de passeio e dois ônibus.

Esses números chamam a atenção quando comparados com o mesmo período da primeira fase da Operação em maio deste ano. Destaque para as quantidades de armas e prisões realizadas neste início da operação. Ao todo foram 16 armas (aumento de 1.500%), 17 carregadores (aumento de 470%) e 302 munições apreendidas e medicamentos (aumento de 3.000%), resultado bastante superior ao encontrado, no mesmo período, na fase anterior da operação, que foi de uma arma, 350 munições , três carregadores e 41 unidades de medicamentos.

Além disso, o número de prisões também cresceu expressivamente com relação ao mesmo período da fase anterior. Até agora foram presas dez pessoas, sendo seis homens incluindo um menor de idade, e quatro mulheres das quais três portavam armas ocultas. Já no mesmo período da fase anterior da operação, apenas cinco pessoas haviam sido presas.

O valor total de mercadorias apreendidas de R$ 973 mil também representa um aumento de 35% quando comparado com o valor apreendido na primeira semana de operação realizada no mês de março 2017 (R$ 722 mil).

Quanto à apreensão de drogas, houve um aumento na variedade de tipos e meios de ocultação. Ao todo foram apreendidos 23,5 kg de maconha, 1 kg de cocaína e 1,1 kg de crack. Destaque para a forma de acondicionamento do crack, que estava oculto em capacitores de bateria e foi descoberto com o uso do aparelho de raio-x da Receita Federal.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Paraná, teve início no dia 3 de maio por período indeterminado.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Paraná, Polícia Militar do Paraná (BPFron), Marinha e Exército brasileiros.

registrado em: