Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2020 > Setembro > Receita Federal apreende 22 toneladas de alho chinês contrabandeado do Paraguai
conteúdo

Notícias

Receita Federal apreende 22 toneladas de alho chinês contrabandeado do Paraguai

Aduana

Alfândega de Mundo Novo realizou apreensão de carreta carregada com mais de R$ 500 mil em alhos chineses irregulares.
publicado: 04/09/2020 11h06, última modificação: 04/09/2020 11h25

No final da tarde do dia 2 de setembro, a Equipe de Vigilância e Repressão da Alfândega de Mundo Novo/MS, em fiscalização de rotina na BR-163, município de Mundo Novo/MS, apreendeu uma carreta carregada com alho chinês contrabandeado do Paraguai.
Estima-se que as 22 toneladas de alho estão avaliadas em mais de meio milhão de reais, e a carreta que transportava a mercadoria, também apreendida pela Receita Federal, está avaliada em cerca de R$ 150 mil.
Logo após a apreensão, servidores da Receita Federal realizaram diligências no local informado na nota fiscal como sendo a origem da mercadoria, encontrando um imóvel abandonado, posto à venda. O motorista, que se negou a informar o local em que carregou o alho chinês, foi preso em flagrante pela Receita Federal pelo crime de contrabando e encaminhado para polícia judiciária.
Curiosamente, grandes organizações criminosas se dedicam ao contrabando de alho no mundo todo. Trata-se de um crime altamente lucrativo, uma vez que o alho chinês é produzido irregularmente a preços extremamente baixos. Fraudes e irregularidades envolvendo alho fresco da China ocorrem desde os anos 90, e no Brasil as importações do produto são objeto de direito antidumping como forma de proteção ao mercado nacional.
Por meio de operações como essa, a Receita Federal reforça seu objetivo de proteger a economia e a saúde da população brasileira.

registrado em: ,