Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2020 > Fevereiro > Receita Federal arrecadou R$ 174,9 bilhões em janeiro
conteúdo

Notícias

Receita Federal arrecadou R$ 174,9 bilhões em janeiro

Arrecadação

No período acumulado, de fevereiro de 2019 a janeiro de 2020, a arrecadação totalizou mais de R$ 1,5 trilhão.
publicado: 20/02/2020 15h31, última modificação: 20/02/2020 16h15

A arrecadação total das Receitas Federais atingiu, em janeiro de 2020, o valor de R$ 174,9 bilhões, registrando acréscimo real (IPCA) de 4,69% em relação a janeiro de 2019

Quanto às Receitas Administradas pela RFB, o valor arrecadado em janeiro de 2020 foi de R$ 163,9 bilhões, resultando em crescimento real (IPCA) de 4,69%, melhor resultado para o mês de janeiro da série histórica, iniciada em 1995.

No período acumulado de fevereiro de 2019 a janeiro de 2020, a arrecadação totalizou mais de R$ 1,5 trilhão, com acréscimo real (IPCA) de 2,27% relativamente a igual período de 2018.

 Destaques de Janeiro de 2020

 O Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido totalizaram uma arrecadação de R$ 52.071 milhões, com crescimento real de 16,45%. Esse desempenho é explicado pelo crescimento real de 46,94% no item “Declaração de Ajuste”, que se refere a fatos geradores ocorridos ao longo do ano de 2019 e de 7,90% do item “Estimativa Mensal”, principalmente por parte das empresas não financeiras.

O Imposto de Renda das Pessoas Físicas apresentou uma arrecadação de 2.043 milhões, representando crescimento real de 27,14%. Esse resultado decorre dos acréscimos reais nos itens “Ganhos de Capital na Alienação de Bens (+47,03%) e “Ganhos Líquidos em Operações em Bolsa” (+207,18%).

O Imposto sobre a Importação e o IPI Vinculado arrecadaram, em conjunto, R$ 5.838 milhões, representando crescimento real de 6,46%. Esse resultado é explicado pela conjugação dos seguintes fatores: elevação de 5,02% no valor em dólar (volume) das importações e de 10,90% na taxa média de câmbio, combinado com a redução de 5,83% na alíquota média efetiva do I. Importação e de 4,85% na alíquota média efetiva do IPI-Vinculado.

 Clique aqui para acessar os relatórios do resultado da arrecadação.

Assista abaixo a entrevista concedida pelo chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros, auditor-fiscal, Claudemir Malaquias, em que ele fala sobre os principais pontos da entrevista coletiva que divulgou o resultado da arrecadação de tributos federais e contribuições previdenciárias do mês de janeiro de 2020.