Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2019 > Agosto > Operação Masqué: Ação conjunta investiga lavagem de dinheiro proveniente de remessas irregulares de dinheiro ao exterior

Notícias

Operação Masqué: Ação conjunta investiga lavagem de dinheiro proveniente de remessas irregulares de dinheiro ao exterior

Investigação

publicado: 20/08/2019 10h55 última modificação: 20/08/2019 11h48

A Receita Federal do Brasil, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta terça-feira, 20/08/2019, a Operação Masqué que visa apurar ocultação e lavagem de dinheiro proveniente de remessas irregulares de divisas ao exterior. Destaca-se que os investigados já haviam sido denunciados por crimes contra a ordem tributária.

Ao total, 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, estão sendo cumpridos por policiais federais e servidores da Receita Federal em Vila Velha/ES e São Paulo/SP. A Justiça Federal determinou ainda o sequestro de imóveis, embarcações e valores, além da indisponibilidade de automóveis dos investigados.

 

Entenda o caso:

A Operação Masqué é um desdobramento de investigação que identificou a prática de evasão de divisas entre os anos de 2009 e 2010. Na ocasião o grupo movimentou cerca de 100 milhões de dólares por meio de 1.178 contratos de câmbio fraudulentos. Diante dessa irregularidade, auditores-fiscais da Receita Federal fiscalizaram as empresas e empresários envolvidos, autuando-os em R$ 894 milhões (montante atualizado inscrito em dívida ativa).

Foi verificado ainda que o grupo utilizava de documentação forjada, como conhecimentos de transporte marítimo, e do auxílio de funcionários de uma corretora de valores, para a celebração de contratos de câmbio, enviando dinheiro irregularmente ao exterior. Esses contratos de câmbio irregulares eram vinculados a Declarações de Importação não referentes às remessas enviadas.

Durante a investigação foram identificados dezenas de imóveis e duas embarcações, bens avaliados em R$ 40 milhões, fruto do lucro obtido pelas remessas ilegais de recursos ao exterior e ocultados em nome de laranjas e empresas de fachada. Todo patrimônio identificado foi sequestrado por determinação da Justiça Federal.

Informações poderão ser obtidas com a Assessoria de Comunicação da Delegacia da Receita Federal em Vitória através do telefone (27) 99836-3531.