Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2018 > Maio > Cães de faro da Receita Federal auxiliam em diversas apreensões de cocaína no mês de maio
conteúdo

Notícias

Cães de faro da Receita Federal auxiliam em diversas apreensões de cocaína no mês de maio

Apreensão

Ações ocorreram na Central dos Correios em São Paulo e no Aeroporto de Guarulhos
publicado: 30/05/2018 16h51, última modificação: 09/04/2019 15h25

Nos dias 2 e 7 de maio, na Central dos Correios em São Paulo, as equipes de cães de faro (K9) da Divisão de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) da 8ª Região Fiscal, em ação conjunta com o Serviço de Remessas Postais e Expressas (Serpe) da Alfândega da Receita Federal em São Paulo, apreenderam quatro envelopes que continham cocaína em seu interior. No dia 2, os cães identificaram um envelope que seria enviado à Espanha e que continha 30 gramas da droga. Na semana seguinte (dia 7), os cães Grace, Bart e Deco descobriram outros três envelopes com cocaína. Cada uma dessas correspondências continha 10 gramas da droga e todas tinham como destino a Irlanda.
No Aeroporto Internacional de São Paulo, na noite de 26 maio, em operação conjunta com a Seção de Vigilância Aduaneira (Savig) da Alfândega da Receita Federal em Guarulhos, os cães de detecção sinalizaram a presença de material entorpecente em duas bagagens despachadas que pertenciam a passageiro angolano que viajaria para a cidade de Brazzaville (no Congo). O homem foi abordado e conduzido à Delegacia de Polícia Federal do Aeroporto. No interior das duas malas estavam acondicionados diversos pares de sapatos que ocultavam cocaína sob as palmilhas. Em uma das malas, foi descoberto, ainda, um fundo falso que encobria um grande pacote da droga. O peso bruto totalizou 4,287 kg de cocaína.
Por fim, no dia 28 de maio, em nova ação conjunta com o Serpe na Central dos Correios em São Paulo, os cães descobriram um envelope que continha 110 gramas de cocaína e que seria remetido para a Irlanda.