Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2011 > Junho > Receita Federal fará amanhã, 9 de junho, grande destruição de mercadorias irregulares em todo o País

Notícias

Receita Federal fará amanhã, 9 de junho, grande destruição de mercadorias irregulares em todo o País

Mutirão de Destruição

Em Brasília, autoridades da Receita, do MJ e do GDF participarão do VII Mutirão de Nacional de Destruição de Mercadorias
publicado: 08/06/2011 00h00 última modificação: 16/12/2014 16h23

A Receita Federal realiza amanhã, em diversas unidades do País, uma megadestruição de mercadorias apreendidas em decorrência de crimes de contrabando, descaminho ou falsificação.

Essa operação de destruição faz parte do VII Mutirão Nacional de Destruição de Mercadorias, que está acontecendo durante toda esta semana em diversas unidades da Receita Federal em todo o Brasil. Estão sendo inutilizados CDs e DVD`s piratas, cigarros, bebidas, cosméticos, preservativos, medicamentos e alimentos impróprios para consumo ou utilização, produtos falsificados (brinquedos, pilhas, isqueiros, relógios, agrotóxicos), químicos, entre outros produtos condenados por não atenderem normas da vigilância sanitária ou defesa agropecuária.

 Imprensa

O Secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, participará amanhã, às 9 horas, da destruição das mercadorias apreendidas pela Alfândega do Aeroporto Internacional de Brasília: 20 mil relógios, 22 mil pares de óculos, 7 mil bolsas, 79 mil CDs, 4 mil tênis, 59 máquinas caça-níquel, além de outros bens que violam direitos autorais ou de propriedade industrial (detalhes abaixo).

Barreto anunciará também o volume total e as especificações do material que está sendo destruído simultaneamente pela Receita Federal em todo o País. No último Mutirão, realizado em dezembro de 2010, foram destruídas 2775 toneladas de material apreendido. Todo o histórico das destruições do órgão também será divulgado.

O evento será realizado no estacionamento do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e contará com a presença de autoridades do Ministério da Justiça e do conselho Nacional de Combate à Pirataria. Na oportunidade o GDF firmará com a Receita Federal acordos de cooperação nas ações de combate à pirataria.

Megadestruição em Brasília terá cuidados ecológicos

As mercadorias irregulares que serão destruídas amanhã no estacionamento do Estádio Mané Garrincha fazem parte de um grande volume que está sendo destruído pela Alfândega do Aeroporto Internacional de Brasília durante este mês de junho. São R$ 6,5 milhões de reais em mercadorias falsificadas, aprendidas em operações em conjunto com outros órgãos federais e estaduais.

A mega operação, inédita no DF, terá como grande diferencial a preservação do meio-ambiente, já que os resíduos terão destinação ecológica. Como as mercadorias são diversificadas, a destruição está sendo efetuada em três diferentes etapas.

Graças à parceria entre a Alfândega de Brasília, a Prefeitura Municipal de Cristalina/GO e a empresa Goiás Verde Alimentos, 1 milhão de maços de cigarros contrabandeados foram destruídos no dia 1º de junho, sem gerar poluentes e ajudando a natureza. O resíduo resultante da trituração dos cigarros servirá de matéria-prima para a produção de adubo orgânico, destinado às hortas escolares e ao viveiro municipal de Cristalina. Ao invés de ser descartado em um aterro sanitário, o tabaco e os demais subprodutos serão misturados com terra e esterco de curral, formando um adubo orgânico de excelente qualidade, pronto para ser utilizado em programas tão diversos quanto o de horta escolar e o de recomposição da flora regional nativa.

Amanhã, 9 de junho, serão destruídos os seguintes bens falsificados: 20 mil relógios, 22 mil pares de óculos, 7 mil bolsas, 79 mil CDs, 4 mil tênis, 59 máquinas caça-níquel, além de outros bens que violam direitos autorais ou de propriedade industrial. A questão da sustentabilidade foi levada em conta pois todas as baterias dos relógios foram retiradas, antes da destruição, e entregues à coleta seletiva de lixo; além disso, os resíduos de valor econômico (metal, vidros, plástico e papel) serão aproveitados por uma cooperativa de reciclagem.

O trabalho conta com a parceria da empresa Delta Construções S.A. responsável pela limpeza urbana do Distrito Federal. O evento contará com a presença de representantes da Associação Brasileira da Indústria Ótica e das empresas parceiras

E na próxima semana serão destruídas 684 mil cápsulas de medicamentos e 10 mil garrafas de bebidas alcoólicas, em parceria com a empresa Stericycle, instalada na Ceilândia e detentora do mais moderno equipamento de incineração do DF.

Detalhes sobre as operações podem ser obtidos com o Inspetor-Chefe da Alfândega do Aeroporto Internacional de Brasília (Tel. 3365 1367).