Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2010 > Novembro > Operação Trem Fantasma

Notícias

Operação Trem Fantasma

Operação de Fiscalização

Operação desarticula organização criminosa no Aeroporto Internacional de São Paulo
publicado: 08/11/2010 23h00 última modificação: 29/12/2014 11h02

Força Tarefa da Receita Federal e da Polícia Federal, com o apoio do ICE (U. S. Immigration and Customs Enforcement) através da Embaixada Americana no Brasil, deflagraram hoje, 09/11, operação que conta com 180 Policiais Federais e 80 servidores da Receita Federal com o objetivo de cumprir 29 mandados de prisão preventiva e 44 mandados de busca e apreensão em três Estados (SP, RJ e PE). 

Detectada há mais de um ano, a operação desarticulou uma das principais organizações criminosas transnacionais, especializada em fraudar o comércio exterior, principalmente com o desvio de mercadorias que chegavam ao Aeroporto Internacional de São Paulo.  

A quadrilha era composta por empresários, despachantes aduaneiros, empregados de companhias aéreas e servidores públicos, que através de importações irregulares introduziam em território nacional mercadorias importadas (equipamentos eletrônicos, informática e hospitalares) provenientes principalmente dos Estados Unidos e China.  

De acordo com as investigações, estima-se que cerca de 80 toneladas de mercadorias por ano eram introduzidas no país, causando dessa forma um prejuízo aos cofres públicos de mais de 50 milhões de reais. 

Também na data de hoje, as autoridades americanas, em Miami/Flórida, realizam diligência no armazém da empresa que enviava os produtos para a organização criminosa no Brasil.  

Os envolvidos responderão pelos crimes de contrabando e descaminho, crimes contra a ordem tributária, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.  

O nome dado à operação “TREM FANTASMA” deriva da prática utilizada pelos fraudadores de ingressar em áreas restritas com comboios de caminhões, alguns sem autorização (fantasmas), com objetivo de burlar os controles alfandegários e retirar mercadorias irregularmente.  

* A coletiva de imprensa ocorrerá na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo às 11:30h e a Receita Federal será representada pelo Corregedor Geral da RFB, Auditor Fiscal Antonio Carlos Costa Davila Carvalho.

 

Assessoria de Comunicação Social da RFB