Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2007 > Agosto > Receita usa helicóptero para combater contrabando em Santos

Notícias

Receita usa helicóptero para combater contrabando em Santos

Operação de Fiscalização

Aeronave foi utilizada pela primeira vez em operação do fisco contra o crime organizado
publicado: 17/08/2007 00h00 última modificação: 14/01/2015 10h28

A Receita Federal do Brasil (RFB) desencadeou quarta-feira (15/8) a Operação Minuano de combate ao contrabando e descaminho no Porto de Santos e Rodovia Régis Bittencourt. Além de barcos, 40 viaturas e scanners, a operação contou pela primeira vez com reforço de um dos dois helicópteros adquiridos recentemente pelo governo federal para combater o crime organizado.

O inspetor da Alfândega da Receita Federal no Porto de Santos, José Guilherme Antunes de Vasconcelos, divulgou nesta sexta-feira balanço da operação. Foram apreendidos R$ 3,4 milhões em mercadorias, entre elas produtos de informática, eletrônicos, aparelhos de jantar, artigos de vestuários, brinquedos e jet skies.

A ação envolveu unidades da Receita em São Paulo, Paraná e Santa Catarina, além da Polícia Rodoviária Federal e da Secretaria da Fazenda de São Paulo, no total de 200 servidores entre fiscais (federais e estaduais), analistas e policiais.

Helicópteros

Os dois helicópteros são do modelo EC 135T2i, os mais utilizados por forças policiais e aduaneiras na Europa. São equipados com tecnologia de navegação e vigilância eletrônica de última geração, como radar de busca, mapas digitais, farol de busca e flutuadores de emergência.

As aeronaves têm duas turbinas, capacidade para transportar oito pessoas, dois pilotos e mais seis passageiros, autonomia de 3h30 de vôo a uma velocidade de 216Km/h. Estão aptos a participar de operações em terra e mar.

Coordenação de Imprensa da RFB