Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2006 > Novembro > Receita alerta que 11,4 milhões podem ter problemas com CPF

Notícias

Receita alerta que 11,4 milhões podem ter problemas com CPF

IRPF

A previsão da Receita é de receber 63 milhões de declarações
publicado: 26/11/2006 23h00 última modificação: 10/02/2015 17h33

A Receita Federal alerta que 11,4 milhões de contribuintes podem ter problemas com o CPF (Cadastro das Pessoas Físicas), caso não apresentem a Declaração de Isento até quinta-feira (30), quando se encerra o prazo de entrega. "O período de três meses está terminando e o risco de ocorrer lentidão na internet e filas nas lotéricas e bancos é grande", advertiu o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

A expectativa da Receita é receber cerca de 63 milhões de declarações. Mas até esta segunda-feira (27) somente 51,6 milhões tinham prestado contas. Deve declarar quem recebeu até R$ 13.968 em 2005. As pessoas que já tiveram o número de seu CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) incluído em alguma declaração do Imposto de Renda 2006, na condição de cônjuge ou dependente, não precisam declarar.

A declaração pode ser feita nas casas lotéricas, Banco do Brasil e nos correspondentes bancários da Caixa e BB. Nesses locais é cobrada taxa de R$ 1,00. O documento pode ser entregue também nos Correios, ao custo de R$ 2,40, ou gratuitamente pela internet, na página da Receita (www.receita.fazenda.gov.br).

Quem não fizer a declaração ficará com o CPF em situação pendente. Após dois anos o documento é suspenso. O contribuinte que tiver o CPF suspenso ou apresentar alguma pendência não poderá abrir empresa ou conta em banco, obter empréstimos, participar de concursos públicos, tirar passaporte, receber aposentadoria, prêmios de loterias ou benefícios da Previdência, entre outros.