Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2006 > Maio > Receita Federal apreende em Itajaí 3,6 milhões de CDs e DVDs

Notícias

Receita Federal apreende em Itajaí 3,6 milhões de CDs e DVDs

Operação de Fiscalização

Os produtos foram importados por uma empresa com sede em São Paulo, cuja capacidade financeira era incompatível com o valor das operações das quais era responsável
publicado: 16/05/2006 00h00 última modificação: 27/01/2015 15h45

A Receita Federal apreendeu ontem (segunda-feira) em Itajaí (SC) mais de 3,6 milhões de CDs e DVDs virgens, avaliados em R$ 4 milhões. Os produtos foram importados por uma empresa com sede em São Paulo, cuja capacidade financeira era incompatível com o valor das operações das quais era responsável. 

As investigações começaram em setembro do ano passado. Por não ter comprovado a origem dos recursos utilizados nas operações, a Receita classificou a empresa como laranja. Foram detectados ainda subfaturamento e uso de documentos falsos.  

Em apenas oito meses de atuação no comércio exterior, a empresa tinha se tornado o maior importador brasileiro de mídias virgens. Em dezembro foram apreendidos 7,39 milhões de CDs, importados por essa mesma empresa. Com isso, o volume apreendido nos últimos cinco meses totaliza mais de 11 milhões do produto apenas em Itajaí. 

“Os valores declarados nas importações, geralmente, não alcançavam sequer os custos de fabricação dos CDs e DVDs”, relata o delegado da Receita em Itajaí, Jackson Aluir Corbari. Os envolvidos vão responder a processos por crime de descaminho, falsidade ideológica, uso de documentos falsos e sonegação. 

As investigações, que fazem parte da Operação Muralha, desencadeada em setembro de 2005 no Porto de Santos, contaram com o apoio de funcionários da Alfândega do Porto de Santos e da Equipe de Procedimentos Especiais de Paranaguá. 

Para mais informações, favor contatar o delegado da Receita Federal em Itajaí, Jackson Aluir Corbari, pelo telefone (47) 3341-0309.