Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2004 > Junho > Carga tributária manteve-se praticamente estável em 2003

Notícias

Carga tributária manteve-se praticamente estável em 2003

Tributação

A carga tributária no Brasil em 2003 atingiu 35,68% do Produto Interno Bruto (PIB), mantendo-se praticamente inalterada em relação ao índice apurado no ano anterior, que ficou em 35,52%
publicado: 09/06/2004 00h00 última modificação: 12/03/2015 17h14

A carga tributária no Brasil em 2003 atingiu 35,68% do Produto Interno Bruto (PIB), mantendo-se praticamente inalterada em relação ao índice apurado no ano anterior, que ficou em 35,52%. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (9) pelo coordenador-geral de Política Tributária da Receita Federal, Márcio Verdi.

De acordo com Verdi, houve ligeiro aumento de 0,16 pontos percentuais de um ano para o outro, o que indica estabilidade da carga de impostos e contribuições. O coordenador ressaltou, no entanto, que a carga tributária federal caiu 0,02%. "O Governo federal cumpriu a promessa de não aumentar a carga de impostos", disse.

No início do ano passado, a Receita anunciou que a carga tributária em 2002 tinha atingido 35,86% do PIB, mas esse índice foi ajustado agora com base na divulgação pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) do PIB consolidado do País. Com isso, o percentual de comprometimento do brasileiro com o pagamento de tributos naquele ano caiu de 35,86% para 35,52% – 0,16 pontos percentuais menor que o apurado em 2003.

Saiba mais sobre a carga tributária brasileira em 2003