Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Assessoria de Comunicação Institucional > 2002 > Novembro > Receita recebeu 31,5 milhões de declarações de isento 2002

Notícias

Receita recebeu 31,5 milhões de declarações de isento 2002

IRPF

O prazo de entrega termina no dia 29 e não será prorrogado
publicado: 21/11/2002 23h00 última modificação: 18/03/2015 20h02

A Receita Federal recebeu até hoje pela manhã (sexta-feira) 31,5 milhões de declarações de isento deste ano. O prazo de entrega termina no dia 29 e não será prorrogado. O volume entregue até o momento corresponde a 70% dos 45 milhões de documentos esperados até a data-limite.

Quer dizer que pelo menos 13,5 milhões de contribuintes ainda não prestaram contas à Receita e correm o risco de ter o CPF (Cadastro de Pessoa Física) suspenso ou cancelado a partir do ano que vem. A declaração de isento é obrigatória para quem teve rendimento tributável inferior a R$ 10.800 no ano passado.

O supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, adverte que os contribuintes atrasados podem enfrentar dificuldades para entregar a declaração, como congestionamento na internet e filas nas lotéricas e Correios.

O meio de entrega preferido dos contribuintes tem sido as lotéricas, com 18,6 milhões de declarações, seguidas da internet, com 9,8 milhões. Depois, aparecem os Correios, com 2,5 milhões de documentos recebidos. A entrega pelo telefone e no Banco do Brasil soma 562 mil.

A declaração pode ser feita pela internet (www.receita.fazenda.gov.br) e pelo telefone 0300-78-0300, ao preço de R$ 0,27 o minuto, se enviada de telefone fixo, e R$ 0,50 o minuto, se de celular. Nas lotéricas, o custo é R$ 0,60, no Banco do Brasil, R$ 0,75, e nos Correios, R$ 2,00.